domingo, 24 de junho de 2018
(92) 98115-8357
Polícia

24/02/2018 ás 21h31 - atualizada em 24/02/2018 ás 21h33

16.559

Portal Holofote

Manaus / AM

'Funcionários' da FDN presos neste sábado ostentavam armas de grosso calibre
Segundo delegado, grupo iria invadir áreas comandadas pelo traficante Clemilson dos Santos Farias, vulgo “Tio Patinhas”, jurado de morte por trair a facção FDN. Com eles foram apreendidos 15 armas e dez carros
'Funcionários' da FDN presos neste sábado ostentavam armas de grosso calibre
Divulgação/Polícia Civil

Uma operação policial desarticulou na noite dessa sexta-feira (23), em Manaus, um grupo de 20 criminosos que trabalhava para o narcotraficante  João Pinto Carioca, o “João Branco”, preso há mais de dois anos no presídio federal de Catanduvas, e apreendeu um arsenal de 15 armas, entre elas três fuzis e uma metralhadora.


“Foi a maior apreensão de armas de grosso calibre no Amazonas nos últimos anos”, disse o delegado geral da Polícia Civil, Mariolino Brito.


Durante a ação, dez carros, sendo alguns de luxo, e sete quilos de droga também foram apreendidos. Conforme o delegado do Departamento de Investigação Sobre Narcóticos (Denarc), Paulo Mavignier, o grupo foi preso momentos antes de invadir uma área de tráfico nos bairros Jorge Teixeira e Nossa Senhora de Fátima, na Zona Leste da capital.


“Se a polícia não tivesse agido rápido hoje, provavelmente nós teríamos mais uma chacina na cidade”, disse Magvinier.  O que chamou a atenção da polícia foi o poder de fogo dos traficantes:  dois fuzis AK-47 calibre 762 x 39mm de fabricação russa, outro da marca Colt, calibre 556, de fabricação americana, e a metralhadora Taurus calibre ponto 40 de fabricação brasileira, porém de uso restrito das polícias.


Conforme o delegado geral, a origem das armas de grosso calibre ainda será investigada, mas há suspeita de que elas pertençam a guerrilheiros dissidentes das Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc).


O delegado Magvinier informou que a polícia vinha investigando a ação do grupo desde setembro do ano passado, e na sexta-feira (23), por volta das 10h, a policia recebeu a informação da ação que os criminosos estavam planejando.


Conforme Magvinier, a ação dos criminosos estava sendo comandada por Franciscleo Barbosa Ribeiro o “Obama”, gerente do traficante João Branco. A invasão estava marcada para acontecer entre 18h e 19h.


Os criminosos estavam alojados em uma casa em construção localizada em um beco na rua 54, bairro Nossa Senhora de Fátima, Zona Leste, quando a polícia chegou. Os suspeitos receberam a polícia com tiros, dois deles saíram feridos, cerca de dez conseguiram fugir.


Para o delegado, as áreas que eles pretendiam invadir eram do domínio do traficante Clemilson dos Santos Farias, 38, o “Tio Patinhas”, ou “Bebê”, dissidente da facção criminosa Família do Norte (FDN), jurado de morte por ter traído a facção.


FONTE: Portal A Crítica

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados