Quarta, 18 de outubro de 201718/10/2017
(92) 98115-8357
Claro
24º
25º
28º
Manaus - AM
dólar R$ 3,16
euro R$ 3,72
TCE NOVO
GERAL
Agências dos Correios no AM têm serviços restabelecidos após greve nacional
Paralisação iniciou no dia 19 de setembro e 90% do efetivo permaneceu com os trabalhos, no Amazonas.
Portal Holofote Manaus - AM
Postada em 09/10/2017 ás 17h42
Agências dos Correios no AM têm serviços restabelecidos após greve nacional

Agências tiveram o efetivo normalizado nesta segunda-feira (9) (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)


 


Todas as agências dos Correios voltaram a funcionar nesta segunda-feira (9) após a greve que atingiu 20 estados e o Distrito Federal, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect). A paralisação iniciou no dia 19 de setembro e 90% do efetivo permaneceu com os trabalhos, não afetando o serviço no Amazonas.


De acordo com a assessoria dos Correios, todas as agências já voltaram a funcionar. Na ocasião em que a greve se iniciou, a paralisação não afetou os serviços de atendimento, segundo a empresa.


"Todas as agências, inclusive nas regiões que aderiram ao movimento paredista, estão abertas e todos os serviços estão disponíveis", disse um comunicado na ocasião.


No Amazonas, os Correios afirmam que "90% do efetivo estava presente e trabalhando – o que corresponde a 1074 empregados".


A paralisação envolveu trabalhadores dos sindicatos de Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Brasília (DF), Campinas (SP), Ceará, Espírito Santo, Goiás, Juiz de Fora (MG), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Ribeirão Preto (SP), Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Maria (RS), Santos (SP), São José do Rio Preto (SP), Sergipe, Santa Catarina, Uberaba (MG) e Vale do Paraíba (SP).


Entre os motivos que levaram a greve estão o fechamento de agências por todo o país, pressão para adesão ao plano de demissão voluntária, ameaça de demissão motivada com alegação da crise, ameaça de privatização, corte de investimentos em todo o país, falta de concurso público, redução no número de funcionários, além de mudanças no plano de saúde e suspensão das férias para todos os trabalhadores, exceto para aqueles que já estão com férias vencidas.


A reportagem aguarda um posicionamento dos Correios sobre o motivo do fim da greve e se algo foi acordado em relação as reivindicações apontadas.


A empresa informou ainda que o movimento estava concentrado na área de distribuição. A reportagem visitou o Centro de Distribuição Domiciliária da Zona Norte de Manaus nesta segunda-feira (9) e o serviço estava normalizado.


FONTE: G1/AM
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
11.444
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados