domingo, 17 de dezembro de 201717/12/2017
(92) 98115-8357
Trovoadas isoladas
24º
24º
30º
Manaus - AM
Erro ao processar!
Camp Gov Am Mene - Parte 1
ECONOMIA
Deputados votam e lei que que aumentou ICMS sobre produtos supérfluos é revogada
Deputados revogaram a lei do governo do Estado que permitia a incidência de dois por cento do ICMS sobre vários produtos supérfluos
Portal Holofote Manaus - AM
Postada em 27/09/2017 ás 10h47 - atualizada em 28/09/2017 ás 00h11
Deputados votam e lei que que aumentou ICMS sobre produtos supérfluos é revogada

Foto: Arquivo Jornal A Crítica

 


Por unanimidade, 22 deputados estaduais votaram a favor da revogação da Lei nº 4.454, que aumentou em 2% as alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Prestação de Serviços (ICMS) sobre itens considerados supérfluos na manhã desta quarta-feira (27).


O parlamentar Augusto Ferraz (DEM) ressaltou que não foi retirado o aumento de todos os produtos, mas se disse feliz pelo fato do combustível não sofrer a alteração.


"Nós temos que ter coerência e estudar outras ferramentas para que nós possamos arrecadar mais sem prejudicar o distrito industrial e sem prejudicar o comércio", ponderou.


O líder do governo na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), Sabá Reis, que havia votado a favor do aumento à época justificou o voto anterior pelo fato de o governador cassado José Melo (PROS) assegurar que as contas do Estado não fechariam. "A economia  mudou, lá atrás havia mesmo um cenário sombrio de dificuldades extremadas", disse.


Lei aprovada em março


Os deputados estaduais aprovaram no dia 29 de março deste ano,  projeto de lei do Governo do Estado que aumentava em  2% a alíquota de Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre treze produtos considerados no projeto como “supérfluos", como cerveja, combustíveis e materiais cosméticos. O placar da votação foi de 12 votos a 9. 


Votaram a favor do projeto os deputados Abdala Fraxe (PTN), Belarmino Lins (PROS), Cabo Maciel (PR), Dermilson Chagas (PEN), Dr. Gomes (PSD), Francisco Souza (PTN), Josué Neto (PSD), Orlando Cidade (PTN), Platiny Soares (DEM), Ricardo Nicolau (PSD), Sabá Reis (PR) e Sidney Leite (PROS). Votaram contra: Alessandra Campelo (PMDB), Augusto Ferraz (DEM), Bosco Saraiva (PSDB), José Ricardo (PT), Luiz Castro (Rede), Serafim Corrêa (PSB), Sinésio Campos (PT), Vicente Lopes (PMDB) e Wanderley Dallas (PMDB). O presidente da Casa, David Almeida (PROS), não votou pois só votaria em caso de empate. Os deputados Adjuto Afonso (PDT) e Carlos Alberto (PRB) não estavam presentes na sessão.

FONTE: Portal A Crítica
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
27.930
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados