Segunda, 22 de outubro de 2018
(92) 99183-2565
Especiais

22/05/2016 ás 08h10 - atualizada em 25/01/2017 ás 21h11

2.302

Holofote Manaus - Especial

Manaus / AM

Em nota, deputado aliado de Melo dispara: “Não irei cruzar meus braços. Ficarei do lado do festival.”
Em nota, deputado aliado de Melo dispara: “Não irei cruzar meus braços. Ficarei do lado do festival.”
O Governador José Melo (Pros) com o deputado estadual Frank Bi Garcia (PSDB). (Foto: Reprodução/Internet)

Após o governador José Melo (Pros) anunciar que não vai repassar a verba para a realização do 51° Festival Folclórico de Parintins, o deputado estadual Frank Bi Garcia (PSDB), um dos parlamentares que mais defendeu Melo na tribuna da Aleam e que contava com o apoio do governador para voltar à Prefeitura de Parintins, saiu em defesa do festival e emitiu uma nota oficial ainda na noite de ontem (21). “Deixo claro aqui que na terça-feira, ficarei como deputado estadual e bom parintinense que sou, do lado do festival, dos Bumbás e do povo de Parintins que devem ser respeitados. Não podemos e não vamos abrir mão disso!”, escreveu Bi.
Confira a nota na íntegra abaixo:
Sou Parintinense
Acompanhei ontem com indignação, o anúncio dos cortes para cultura feitos pelo governador José Melo. Mas diante dessa situação não irei cruzar meus braços, sempre participei diretamente da realização do Festival Folclórico de Parintins.
Estamos de todos as formas tentando encontrar meios para que ele aconteça normalmente. Na próxima terça-feira, vou me reunir com os presidentes dos bois bumbás, Garantido e Caprichoso, o presidente da Comissão de Cultura da Aleam, Bosco Saraiva, e o governo do Estado para definirmos os meios para a realização do evento.
Desde 1988, o festival é de responsabilidade do Governo do Estado e apenas uma pequena participação da prefeitura. Já entramos em contato com o senador Omar Aziz, para interceder de alguma forma junto ao Governo Federal. E contamos com os recursos vindos de patrocínios da iniciativa privada.
Sei da crise que atinge o país e o Estado, porém não podemos acabar com o maior produto cultural do Amazonas. Ele não é apenas uma festa, o festival faz parte da história do Amazonas e injeta na economia do Estado e de Parintins mais de R$ 60 milhões, além da geração de emprego e renda para os parintinenses.
Deixo claro aqui que na terça-feira, ficarei como deputado estadual e bom parintinense que sou, do lado do festival, dos Bumbás e do povo de Parintins que devem ser respeitados. Não podemos e não vamos abrir mão disso!

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Parintins 2016

Parintins 2016

Blog/coluna Página especial com notícias e informações sobre o Festival Folclórico de Parintins 2016.
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados