Sábado, 16 de dezembro de 201716/12/2017
(92) 98115-8357
Parcialmente nublado
23º
24º
29º
Manaus - AM
Erro ao processar!
POLÍCIA
‘Estão tentando virar o caso’, afirma mãe de adolescente morto em perseguição a assaltantes
Maíra Carvalho, mãe de Thales Josafá Silva, rebateu a acusação que a morte de um dos suspeitos, Dário Lima, foi encomendada pela família da vítima
Portal Holofote Manaus - AM
Postada em 10/08/2017 ás 18h56
‘Estão tentando virar o caso’, afirma mãe de adolescente morto em perseguição a assaltantes

Thales Josafá Silva, de 17 anos, foi vítima de latrocínio na terça-feira (Foto: Raquel Miranda)

 


MANAUS – “Estão tentando virar o caso”, afirmou a empresária Maíra Carvalho, mãe de Thales Josafá Silva, 17, vítima de latrocínio, na terça-feira (7), ao rebater a acusação que a morte de um dos suspeitos, Dário Lima, foi encomendada pela família do adolescente.


Na manhã de ontem (9), ao reconhecer o corpo do marido, degolado em um canteiro de obras na Avenida das Flores, Carla Santiago, 31, levantou a hipótese de vingança.


“Eu não sei quem foi o mandante do assalto, mas sei que uma pessoa procurou saber com meu filho tudo sobre a moto. Esse nome vou passar para a polícia”, disse a empresária, com exclusividade para o D24AM, enfatizando que a mesma pessoa fez perguntas sobre o funcionamento do GPS do veículo no último sábado (5).


Maíra confirmou ainda que reconheceu Dário durante o assalto na casa dela e relatou que o ex-funcionário queria a renda da loja de assistência técnica, o celular e arrancou um cordão dela.


Durante todo o dia, a família ficou envolvida, segundo a empresária, com o velório do filho. “Vi depois a reportagem com a esposa dele, falando sobre a morte do Dário”, garantiu.


A polícia, segundo ela, ainda não chamou os familiares e testemunhas para depor no caso do latrocínio. Sobre a relação com a morte de Dário, Maíra informou que nenhum membro da família foi intimado até esta quinta-feira (10).


Ex-funcionário recebia ajuda 


A mãe do adolescente morto informou que ajudava Dário, com a mulher grávida. Segundo ela, na hora do almoço, sempre fornecia o dinheiro da passagem para que ele pudesse encontrar a esposa, que costumava passar mal no início da gravidez.


“Eu sempre tive preocupação com ele, com a família dele. Eu dou oportunidade para todos os meninos que trabalham com a gente”, disse a empresária.


Emocionada, a mãe de Thales disse ter ficado surpresa com a participação de Dário no assalto.


“Estou de coração partido em saber, principalmente, que a morte do meu filho foi por bens materiais”, lamentou. “Se eu pudesse, eu distribuía cada coisa, tudo, para ter a vida do meu filho de volta”.

FONTE: D24AM
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
16.708
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados