Quinta, 21 de fevereiro de 2019
(92) 99183-2565
Polícia

13/02/2019 ás 15h10

128

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

'Matei para defender minha família', diz preso por homicídio
O autor e a vítima eram vizinhos. Tudo começou, segundo a polícia, durante uma bebedeira
'Matei para defender minha família', diz preso por homicídio
Reprodução

A Polícia Civil apresentou, na manhã desta quarta-feira (13), Francisco Tomé de Souza Júnior, de 26 anos, réu confesso da morte de Rômulo Starly Waughan de Souza, de 32 anos. O autor do crime disse que matou para proteger o filho de dois anos e a mulher, após Rômulo invadir sua residência no dia 1° de janeiro deste ano.


De acordo com informações do delegado titular da DEHS, Paulo Martins, tudo começou em uma bebedeira. Na ocasião, Rômulo e o sogro de Francisco acabaram brigando. O idoso acabou sendo atingido com um pedaço de madeira e foi hospitalizado em seguida. 


Revoltados, Francisco e mais duas mulheres da família foram até a casa de Rômulo, e destruíram alguns pertences. Para se vingar, Rômulo se dirigiu até a casa da família de Francisco e os dois acabaram travando uma luta corporal. Durante a briga, Francisco deu uma facada no peito de Rômulo.


Francisco fugiu, mas acabou sendo preso na última segunda-feira (11) e na delegacia confessou o crime. "Agi em legítima defesa. Aquele cara arrumava muita confusão. Ele invadiu minha casa e falou, na frente do meu filho de dois anos, que ia meter bala em todos. Eu não podia permitir isso", se defendeu Francisco. 


O delegado Paulo Martins disse, ainda, que Francisco já tinha passagem pela polícia em 2015 pelo crime de receptação, mas ele não quis falar sobre o assunto. Rômulo não tinha antecedentes criminais. 


"Infelizmente foi um casal que começou de forma banal essa briga, potencializado pela bebida alcoólica, que terminou com essa morte. O Francisco e o Rômulo eram vizinhos", comentou o delegado Paulo Martins.


Francisco foi indiciado por homicídio qualificado e após os procedimentos cabíveis será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde vai aguardar julgamento.

FONTE: Em Tempo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados