Quinta, 13 de dezembro de 2018
(92) 99183-2565
Geral

17/11/2018 ás 11h00 - atualizada em 16/11/2018 ás 17h00

167

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Mais de 30 aves são encontradas mortas na avenida Efigênio Salles
Em denúncia feita por meio de Facebook, biólogo contabilizou aproximadamente 30 aves mortas na avenida
Mais de 30 aves são encontradas mortas na avenida Efigênio Salles
Divulgação

 É comum todos os dias a partir das 17h a paisagem da avenida Efigênio Salles, bairro Aleixo, zona Centro-Sul da cidade, ser tomada pela revoada de periquito-de-asa-branca (Brotogeris versicolurus). As aves desta espécie fizeram das árvores plantadas nos canteiros centrais próximo a um condomínio de luxo, situado naquela região, local de moradia.


O biológo e mestre em Diversidade Biológica pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Jefferson José Valsko, denunciou na última segunda-feira (12), em sua página pessoal do Facebook a morte de, aproximadamente, 30 animais daquela espécie. Confira na íntegra a postagem:


Nas fotos divulgadas pelo biólogo é possível observar as aves no canteiro da via mortas e prensadas, provavelmente, por veículos que trafegam pela via. 


Atenção dos condutores


O gerente de fauna do Instituto de Proteção da Ambiental do Amazonas (Ipaam), biólogo Marcelo Garcia, explicou que os veículos devem trafegar pelo lado esquerdo da via, porém, muitos condutores burlam essa norma e passam em alta velocidade no lado direito. Momento em que ocorre o choque das aves com os veículos de grande porte. "O que falta é uma conscientização por parte dos condutores. Consciência ambiental e de trânsito também", ressaltou. 


As aves fazem das árvores daquela canteiro central de colonização em virtude das árvores frutíferas que estão plantadas em casas e condomínios próximos da região. "Há uma aumento da população de aves por causa dos alimentos disponíveis para essa espécie em nossa cidade, no caso a manga. É comum ver no quintal de casas uma mangueira", explicou Garcia.  


Posicionamento 


A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) informou por meio de nota que uma equipe do setor de Corte e Poda da instituição irá ao local para avaliar a situação da copa expandidas nas árvores do canteiro para possíveis manejos que reduzam o impacto dessas aves com os veículos. 


Por sua vez, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Transito (Manaustrans) ressaltou que a via está sinalizada para que os caminhões e veículos de grande porte trafeguem pelo lado direito da avenida. "Além disso o Manaustrans monitora diariamente a circulação de veículos naquela localidade", diz o comunicado. 


03_00128321_1

FONTE: Em Tempo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados