domingo, 09 de dezembro de 2018
(92) 99183-2565
Cidades

17/11/2018 ás 10h25 - atualizada em 16/11/2018 ás 16h29

92

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Corpo de Bombeiros recomenda interdição da praia da Ponta Negra por risco a banhistas
Ministério Público também emitiu recomendação à prefeitura sobre riscos apresentados
Corpo de Bombeiros recomenda interdição da praia da Ponta Negra por risco a banhistas
Reprodução

O Corpo de Bombeiros do Amazonas recomendou, nesta sexta-feira (16), que a praia da Ponta Negra seja interditada para banho devido aos altos riscos de afogamento que são apresentados na área. Na quarta-feira (14), o Ministério Público (MPE-AM) também recomendou que a área de praia fosse interditada. As duas recomendações levam em consideração o laudo da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM).


Na última semana, o risco de interdição ganhou força após a constatação de que alguns trechos da praia apresentavam perigo aos frequentadores.


No entanto, na terça-feira (13), a prefeitura decidiu manter o funcionamento da praia da Ponta Negra.


O laudo do CPRM apontou uma faixa de segurança para banho de sete metros, a partir da margem. A prefeitura diminuiu a área delimitada para banho na praia para cinco metros, garantido total segurança aos banhistas.


De acordo com o Termo de Austamento de Conduta (TAC) firmado entre o Corpo de Bombeiros, a prefeitura e o CPRM e outros órgãos, a previsão é que a área de banho seja de 20 metros entre a margem do rio e a delimitação em boias marcada pelos Bombeiros com área de segurança de mais cinco metros.


Segundo a corporação, a cota do Rio Negro nesta sexta-feira está em 17,32 metros, e a área de banho encontra-se em cinco metros, com área de segurança em dois metros. O laudo do CPRM apontou que após sete metros da praia existem deformidades no leito do rio. O corpo de Bombeiros, em nota, defendeu a interdição do balneário devido aos riscos para banhistas e frequentadores das praias.


O Corpo de Bombeiros informou ainda que o retorno aos banhos com segurança só será retomado quando o nível voltar a ter cota do rio de 18 metros, quando obterá novamente a medição ideal de 20 metros, com área de segurança de 5 metros.


Prefeitura analisa a situação


Na última nota enviada na quarta-feira (14), a Prefeitura de Manaus afirmou estar atenta às recomendações sobre condições de uso da praia e diz que vai analisar os questionamentos. Leia a íntegra:


"A Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), esclarece que está atenta à recomendação do MPE-AM sobre as condições de uso da praia da Ponta Negra e que está analisando todos os questionamentos apresentados pelo Corpo de Bombeiros, junto ao Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e à Procuradoria Geral do Município (PGM). Somente após essa nova deliberação é que haverá o posicionamento oficial do Implurb, responsável pela gerência do Complexo Turístico Ponta Negra, sobre o uso da praia".

FONTE: G1/AM

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados