Sexta, 16 de novembro de 2018
(92) 99183-2565
Geral

29/10/2018 ás 17h30

96

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Pagamento das datas-bases dos servidores do TCE-AM será analisado na Aleam
David Almeida (PSB), recebeu na sexta-feira (26), a presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheira Yara Lins
Pagamento das datas-bases dos servidores do TCE-AM será analisado na Aleam
Dhyeizo Lemos

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida (PSB), recebeu na sexta-feira (26), a presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheira Yara Lins. Ele entregou o relatório trimestral da sua gestão a frente da Corte de Contas e de dois Projetos de Lei (PL), que tratam do pagamento das datas-bases de 2016 e 2017 aos servidores da instituição.


De acordo com a conselheira, a correção referente ao ano de 2016, não pode ser incluída na revisão, devido às limitações orçamentário-financeiras e que a de 2017, é correspondente à recomposição do valor da remuneração no último período aquisitivo completado em maio de 2018. “Trouxemos para a aprovação da Assembleia as datas-bases dos servidores do Tribunal; os dois períodos que estão em atrasos. Com a aprovação, o Tribunal de Contas cumpre o dever com os servidores da casa, tanto os ativos, quanto os aposentados”, salientou Yara Lins.


David Almeida ressaltou que a matéria deve entrar em pauta já na próxima terça-feira (30) e seguirá os trâmites normais. O presidente lembrou que, assim como ele fez na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), quando autorizou o pagamento das datas-bases dos servidores do Poder Legislativo estadual, a presidente do TCE está de parabéns em deixar em dia esse compromisso do colegiado de conselheiros de contas, com os funcionários.


“A presidente traz à Assembleia para a apreciação essa remuneração dos servidores do Tribunal de Contas, além do relatório trimestral, os quais devem ser analisados logo na próxima semana e que provavelmente serão aprovados. Aqui nós já aprovamos o pagamento do retroativo dos meses de março a novembro de 2017 e já abrimos o diálogo e estudo para pagarmos o ano inteiro de 2016, a partir de janeiro de 2019, em função de termos o financeiro, mas não o orçamentário”, explicou David.

FONTE: Assessoria de Imprensa

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados