Sexta, 19 de outubro de 2018
(92) 99183-2565
Educação

11/10/2018 ás 13h32

2.237

Portal Holofote

Manaus / AM

Professores de Manaus recebem R$ 12 milhões de premiação do Ideb
A prefeitura também divulgou o pagamento de mais R$ 3 milhões correspondentes às Progressões por Tempo de Serviço e Titularidade, bem como ao Reenquadramento para mais de 13 mil servidores
Professores de Manaus recebem R$ 12 milhões de premiação do Ideb
Mário Oliveira/Semcom

Como parte da política de valorização ao educador, o prefeito Arthur Virgílio Neto anunciou nesta quarta-feira, 10/10, na sede da Prefeitura de Manaus, bairro Compensa, zona Oeste, uma premiação no valor total de R$ 12 milhões aos professores da rede municipal de ensino, que atuam em sala de aula, pelos resultados positivos obtidos no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que colocaram Manaus entre as 10 melhores capitais do país.


Na ocasião, o prefeito também divulgou o pagamento de mais R$ 3 milhões correspondentes às Progressões por Tempo de Serviço e Titularidade, bem como ao Reenquadramento para mais de 13 mil servidores, entre professores e administrativos, além de convocar 64 educadores aprovados no concurso da Secretaria Municipal de Educação (Semed) para atuarem, exclusivamente, em escolas da zona Rural.


“Assim como todas as nossas ações pedagógicas para melhorar os índices educacionais na capital, a valorização dos professores também é tratada como prioridade na nossa gestão, porque educação de qualidade só se constrói melhorando as condições de trabalho dos professores, investindo em pedagogia e na infraestrutura. Hoje, estamos premiando os professores que estão preparando as nossas crianças em nível de elite”, afirmou Arthur Neto.


O prefeito destacou, ainda, a continuidade das ações de valorização ao servidor da educação, com benefícios que serão incorporados na remuneração dos profissionais e serão considerados na aposentadoria. “Não concordamos com essa política de abono, porque o abono é sobra de um recurso que deveria ser investido numa melhor educação. Foi o que fizemos e prova disso é nossa evolução no Ideb”, apontou.


“Investimos em novas metodologias de ensino e aprendizagem, em novas unidades e em ganhos reais para os professores, que são incorporados aos seus salários”, completou o prefeito, acrescentando que com uma política de austeridade, a prefeitura conseguiu economizar recursos próprios, destinando à manutenção das escolas, podendo assim, direcionar aos professores parte do valor do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).


“Os professores são a peça fundamental do processo educativo. Estamos mostrando para a cidade que nosso foco está mesmo na valorização da categoria, voltado para aquilo que é a nossa principal razão de existir: proporcionar uma educação de qualidade aos nossos mais de 238 mil alunos”, disse a secretária Municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt.


Premiação


A Prefeitura de Manaus é referência nacional na gestão da educação, alcançando a meta projetada pelo Ministério da Educação (MEC) para 2021 nos Anos Iniciais, e superando o índice para igual ano em relação aos Anos Finais do Ensino Fundamental. “O salto que Manaus conseguiu dar nos últimos dois anos nas notas do Ideb é consequência não só do empenho dos servidores, mas também no investimento realizado com o dinheiro do Fundeb, resultando em melhorias na qualidade da educação”, disse o prefeito.


O valor da premiação e das progressões totaliza R$15 milhões. Para a premiação dos professores pelo desempenho no último Ideb será destinado o valor de R$ 12 milhões, pagos integralmente na folha de outubro, sendo R$ 1.200 para professores que trabalham 20 horas semanais e R$ 2.400 para professores que cumprem carga horária de 40 horas, que estejam atuando em sala de aula. Já as progressões serão pagas em novembro, com retroativo de outubro, por conta da necessidade de formalização do decreto. A partir de dezembro, o calendário normal seguirá normalmente.


Convocação


Também foram convocados os últimos 64 professores aprovados no concurso da Semed 2017/2018, para atuarem, exclusivamente, em escolas da zona Rural. O concurso ofereceu 400 vagas, sendo para turmas do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, Educação Infantil, Artes, Ciências, Educação Física, Ensino Religioso, Geografia, História, Inglês, Língua Portuguesa e Matemática.

FONTE: Semcom

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados