Quarta, 12 de dezembro de 2018
(92) 99183-2565
Geral

07/10/2018 ás 11h17

3.231

Portal Holofote

Manaus / AM

Governo de Amazonino mantém contrato com empresário condenado a 92 anos de prisão
Cristiano da Silva Cordeiro é dono da ‘Big Trading e Empreendimentos Ltda.’, que recebeu do governo, em três meses, um total de R$ 11. 688.060 milhões.
Governo de Amazonino mantém contrato com empresário condenado a 92 anos de prisão
Arquivo/Internet

A administração do governador e candidato à reeleição, Amazonino Mendes (PDT), firmou um contrato milionário com a empresa de um condenado na Justiça Federal pelos crimes contra a lei de licitações, corrupção ativa e passiva, uso de documentos falsos, lavagem de dinheiro, contra a ordem tributária e formação de quadrilha. Cristiano da Silva Cordeiro é dono da ‘Big Trading e Empreendimentos Ltda.’, que recebeu do governo, em três meses, um total de R$ 11. 688.060 milhões.


Operação Saúva


Cristiano foi condenado a 92 anos e quatro meses de prisão, sendo o réu que recebeu o maior tempo de condenação das seis pessoas indiciadas na Operação Saúva, deflagrada em 2006 pela Polícia Federal (PF) em Manaus, que desmontou um esquema de fraude em licitações no setor de alimentos nas gestões públicas de 7 estados. 


Na investigação, a PF prendeu cerca de 30 pessoas e cumpriu 64 mandados de busca e apreensão nos estados do Amazonas, Rondônia, Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. A operação originou a Ação Penal 2006.32.00.005269-6, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1).   


Consulta sócio


No Site Consulta Sócio, interligado à Receita Federal, Cristiano da Silva Cordeiro aparece como sócio-administrador e dono da ‘Big Trading e Empreendimentos Ltda. O CNPJ da empresa consta nas notas fiscais pagas pelo governo assim como o nome do sócio nos extratos de contratos publicados em Diários Oficiais.


Repasses milionários


O Contrato 203/2018 da empresa ‘Big Empreendimentos’ (do segmento de alimentos) com o governo de Amazonino  tem como objeto a aquisição de  “equipamentos agrícolas, como Grupo Gerador de Eletricidade e Triciclo”. 


Segundo o contrato, o prazo de vigência é de sete meses, correspondendo ao período de 25 de maio de 2018 a 24 de dezembro de 2018. Em julho deste ano, o governador tentou repassar itens agrícolas para produtores do interior em um grande evento na Arena Amazônia, mas foi impedido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM).


Na relação de pagamentos à empresa de Cristiano Cordeiro, segundo o Portal Transparência, constata-se valores vultosos em cada um dos meses. No mês de junho, foi repassado um total de R$ 5.117.280 milhões, o mesmo valor foi pago em julho e em agosto R$ 1.453.500 milhão, totalizando R$ 11.688.060 milhões.

FONTE: Amazonas1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Documentos & Contratos

Documentos & Contratos

Blog/coluna Coluna com documentos não revelados à população, dos governos e empresas do Amazonas.
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados