Quarta, 12 de dezembro de 2018
(92) 99183-2565
Polícia

02/10/2018 ás 16h42

568

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Suspeitos de se passar por pastores de igreja para assaltar residências são presos em Manaus
Mulher comandava grupo. Com bíblias e armamento, suspeitos invadiam casas
Suspeitos de se passar por pastores de igreja para assaltar residências são presos em Manaus
Ive Rylo/G1 AM

Uma mulher e três homens foram presos suspeitos de assaltar residências no bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. O bando foi capturado após assaltar uma casa na manhã desta terça-feira (2). Eles amarraram e espancaram as vítimas, antes de levar eletrodomésticos, televisores, caixas de som e veículos, disse a polícia. Segundo as investigações, eles se passaram por pastores de igreja para abordar as vítimas.


De acordo com a polícia, os presos já são acostumados a assaltar residências. A mulher, apontada como a líder do grupo, tem três passagens pela polícia por furto e roubo, registrados somente este ano.


Equipes da 27ª Delegacia Interativa Comunitária (Cicom) realizaram a prisão, após investigações. "A mulher morava no Novo Aleixo e assaltava casas no Novo Aleixo. Ela já foi presa por nossa equipe várias vezes por roubo", disse a delegada Marla de Miranda.]


A suspeita andava sempre bem arrumada e costumava pedir água para as pessoas das casas que pretende roubar. Os outros integrantes também se passavam por pastores e utilizavam bíblia nas abordagens.


"A mulher se faz de vítima e pede água das pessoas nas casas. Eles estão sempre bem vestidos e, por isso, não levantam suspeitas. O Clayton se veste de roupa social como se fossem lastro evangélico", disse


Na manhã desta terça-feira, eles abordaram uma moradora que saía de casa, na rua G7 do bairro novo Aleixo, para comprar pão.


"Amarraram as vítimas e foram agredidas e humilhadas hoje de manhã", disse.


Após amarrar as vítimas, eles pegaram três TVs, duas caixas de som, um forno elétrico, um Notebook, além de uma impressora, três furadeiras, uma bolsa feminina, lichadeira e ferramentas diversas. Eles levaram todo esse material para dentro da caminhonete da família e fugiram.


As vítimas informaram à delegada e a polícia saiu em perseguição ao bando. Eles foram pegos em uma estância no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus.


Em depoimento na delegacia, o bando confessou o crime. Durante apresentação, apenas a suspeita quis falar com a imprensa. "Eu não pedia água na casa das pessoas não, eu colocava a arma logo", disse.


Os quatro foram indicados por roubo e serão encaminhados para audiência de custódia ainda na tarde desta terça-feira. "Se trata de uma organização criminosa, onde cada um tem uma função. A mulher capta as vítimas. Eles estudam as residências", disse a delegada.

FONTE: G1/AM

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados