domingo, 21 de outubro de 2018
(92) 99183-2565
Brasil

23/09/2018 ás 16h04

3.975

Portal Holofote

Manaus / AM

PM é sequestrado e está desaparecido; carro aparece incendiado
De folga, André Luiz Moreira da Silva estava com a mulher e os filhos quando foi abordado por bando armado com fuzil
PM é sequestrado e está desaparecido; carro aparece incendiado
Arquivo/O Dia

Um policial militar do 27º BPM (Santa Cruz) foi sequestrado na tarde deste sábado quando passava de carro pela Rua Joana D'Arc, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, e continua desaparecido. De folga, o cabo André Luiz Moreira da Silva estava em seu carro, com a mulher e dois filhos, quando foi abordado a poucos metros de casa por bandidos armados. Os criminosos usavam coletes e toucas ninja, e chegaram em outros dois veículos, por volta das 15h45. Os criminosos liberaram os filhos e a mulher, e levaram o PM e o automóvel dele, um Honda CR-V preto, placa KOQ-2200.


O carro do policial foi encontrado por volta das 11h30 deste domingo por policiais do 27º BPM (Santa Cruz) no Viaduto da Rio-Santos, próximo à entrada da rua do batalhão. O paradeiro do PM, no entanto, ainda é desconhecido. Segundo o batalhão, o veículo foi achado incinerado e a placa estava no local. Nada foi encontrado dentro do automóvel. A Polícia Civil ainda não respondeu sobre o andamento das investigações.


Segundo a assessoria de imprensa da PM, o 27º batalhão foi acionado pela família do policial e uma operação conjunta está mobilizada para resgatar a vítima. Foi montado cerco envolvendo o 27ºBPM, 24ºBPM (Queimados), 40ºBPM (Campo Grande) e o Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Delegacia Antissequestro (DAS) também foram avisadas. Como não há contato e pedido de resgate, a DAS não atua no caso. 


Informações preliminares indicaram que o carro teria seguido em direção à Rodovia Rio-Santos (BR-101). O Grupamento Aeromóvel (GAM) também monitorou as principais vias da região com o intuito de encontrar o policial. A filha relatou, por meio de uma rede social, que eles voltavam de um almoço de aniversário na casa da mãe do policial e estavam a poucos metros de casa quando dois carros (um branco e um vermelho) fecharam o da família.


"Estavam armados com fuzil e pistola, colocaram a arma na cabeça dele, o algemaram e o levaram no carro branco. Estavam de calça jeans, colete, uns negócios cor de pele no braço, touca ninja e óculos escuro. [...] Estou desesperada, apontaram fuzil para todos nós. Foram pela Avenida Brasil e ameaçaram meu irmão com a pistola", afirmou a filha do PM.


Segundo ela, o caso aconteceu na saída do sub-bairro Jesuítas, em Santa Cruz, e o pai estava sem barba e vestia de calça jeans escura e blusão xadrez azul marinho com vermelho quando foi levado.


"Até o momento, o policial não foi encontrado e as ações de busca pelo seu paradeiro seguem em andamento. O Comando de Operações Especiais (COE) está operando na região de Santa Cruz - comunidades do Aço, Antares e Rodo - neste domingo (23/09)", informou a PM, em nota. Informações que contribuam para as ações policiais podem ser feitas pelo Disque Denúncia (2253-1177).


Cabo deu tiros em sala de comandante


Em abril do ano passado, o cabo André Luiz foi preso duas vezes em 24 horas após saber que iria ser transferido do 27º BPM para uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), na Zona Norte.


A primeira detenção ocorreu após supostamente ameaçar um médico para conseguir uma licença do serviço. A outra ocorreu na manhã seguinte, quando, já preso, atirou contra a antessala do comando do 27º BPM (Santa Cruz).

FONTE: O Dia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados