domingo, 20 de outubro de 2018
(92) 99183-2565
Política

19/09/2018 ás 08h27 - atualizada em 19/09/2018 ás 11h14

12.341

Portal Holofote

Manaus / AM

Página do time do traficante Zé Roberto no Facebook sai em defesa de Wilson Lima
Em 2014, o traficante foi acusado de fechar um acordo para compra de votos em favor do então candidato José Melo, hoje cumprindo prisão domiciliar.
Página do time do traficante Zé Roberto no Facebook sai em defesa de Wilson Lima
Arte: Portal Holofote (Fotos: Reprodução/Internet)

Uma página com o nome e a marca do time de futebol “Compensão”, no Facebook, saiu em defesa do jornalista e candidato ao cargo de governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), após o candidato ter sido acusado de ter feito sexo com uma jovem quando ela tinha apenas 14 anos de idade. De acordo com autoridades do Estado e o site UOL, o time é de propriedade de José Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”, considerado o maior e mais perigoso traficante de drogas de Manaus. Não é possível afirmar se o perfil, com mais de 20 mil seguidores, é o oficial da equipe.


“Esta menina está sendo PAGA por outros políticos sujos para inventa e derrubar a candidatura de Wilson Lima que está em primeiro nas pesquisas vamos COMPARTILHA para que todos fiquem sabendo que isso não passa de uma farsa”, diz o texto da publicação.



Ainda não se sabe se o post, com muitos erros de ortografia, foi feito de dentro ou de fora do sistema penitenciário, mas, de acordo com alguns especialistas em segurança pública, existe uma grande possibilidade de que o post possa ter sido feito de dentro de algum presídio, onde estão presos os integrantes da Família do Norte (FDN), facção criminosa comandada por Zé Roberto e que domina o tráfico de drogas no Amazonas.


Histórico


Esta não é a primeira vez que a Família do Norte aparece envolvida, ainda que indiretamente, no meio político. Em 2014, quando o então governador José Melo (PROS) foi reeleito, a Revista Veja e o programa Fantástico, da Rede Globo, denunciaram que o ex-governador teria fechado um acordo com Zé Roberto. Naquele ano, Melo conseguiu derrotar o candidato Eduardo Braga (MDB), favorito e líder em todas as pesquisas de intenção de votos. Anos depois, em maio de 2017, a justiça cassou o mandato de Melo, justamente por compra de votos, e determinou que fossem realizadas novas eleições no Estado. Em dezembro, José Melo foi preso pela Polícia Federal suspeito de ser o líder de uma organização criminosa acusada de desviar mais de R$ 100 milhões da área da saúde do Amazonas.


A reportagem tentou falar com o candidato Wilson Lima, mas ele não foi localizado para comentar o caso.

FONTE: Portal Holofote

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados