domingo, 16 de dezembro de 2018
(92) 99183-2565
Política

18/09/2018 ás 14h11 - atualizada em 19/09/2018 ás 13h55

4.838

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Governo não paga o curso de formação de PMs e alguns alunos chegam a passar fome
Realizaram uma denúncia pelo abandono total da categoria pela gestão do atual governador, Amazonino Mendes
Governo não paga o curso de formação de PMs e alguns alunos chegam a passar fome
Reprodução

Mais de 450 PMs (Policiais Militares) que foram aprovados no concurso público da corporação por meio de uma ação da justiça em 2011, realizaram uma denúncia pelo abandono total da categoria pela gestão do atual governador, Amazonino Mendes.


Os aspirantes a PMs informaram que estão passando por situações financeiras terríveis, alguns chegaram até a informar que estão passando fome, pela ausência do apoio das autoridades do estado. Tod0os são do interior do Amazonas, e estão vivendo em troca de favores na capital Manaus.


Um dos aspirantes afirmou que o grupo não conseguiu concluir o curso de formação por que a gestão de Amazonino Mendes não possui verba para pagar os custos do curso de formação de policiais militares. E o mais interessante é que o governo não manifesta qualquer esclarecimento perante a situação.


“Nós viemos para a capital, a maioria largou empego, um vendeu tudo o que tinha, uma vez que estaria certa a inclusão nos quadros da PM. Fizemos dois cursos, os exames médicos e os testes físicos, mas faltam outros dois, o toxicológico e psicotécnico, mas nos disseram que o estado não dispõe de verba para concluir. Estamos abandonados e passando fome”, afirmou um aluno.


Em sua propaganda eleitoral, o atual governador e candidato a reeleição afirma que já gastou mais de R$1 bilhão em investimentos na segurança pública do Estado. R$6,5 milhões foram gastos com a consultoria na empresa do ex-prefeito de Nova York, que segundo o próprio Amazonino, os resultados só aparecerão daqui ao próximo eventual mandato dele.

FONTE: Observatório Notícias

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados