Sexta, 14 de dezembro de 2018
(92) 99183-2565
Concursos

30/08/2018 ás 17h36

241

Jéssyca Lorena

Manaus / AM

Soldado aprovados no concurso de 2011 da Polícia Militar denunciam que não são nomeados porque estão sendo usados em 'joguinho político'
Os alunos soldados denunciam ainda que já fizeram o Teste de Aptidão Física (TAF), entregaram todos os exames médicos
Soldado aprovados no concurso de 2011 da Polícia Militar denunciam que não são nomeados porque estão sendo usados em 'joguinho político'
Reprodução

Quatrocentos e cincoenta e dois alunos soldados que foram aprovados no Concurso da Polícia Militar de 2011 denunciam que às vésperas das eleições deste ano ainda não foram contemplados com suas nomeações porque estão sendo usados em um "joguinho político" orquestrado por membros do alto comando da corporação.


Os alunos soldados denunciam ainda que já fizeram o Teste de Aptidão Física (TAF), entregaram todos os exames médicos, e no entanto estão há dois meses esperando para fazer o teste psicológico. O que se alegava era que não havia material, mas os alunos dizem que esse material já está disponível e nem assim foram submetidos a estes exames.


Como se trata de um ano eleitoral e muitos políticos fazem de tudo para conquistar votos, os alunos acreditam que estão sendo usados nesse "joguinho político". "Alguém quer tirar vantagem, aparecendo como o pai da criança ou mesmo como o salvador da pátria às vésperas das eleições deste ano", denuciam.


 "Fizeram da gente massa de manobra, peças desse joguinho político para conseguir votos em cima dessa situação vexatória e injusta que eles mesmos nos colocaram. Só queremos garantir nosso direito de exercer a função pública para a qual fomos aprovados em concurso público e nada mais", desabafou um aluno soldado.


Num momento em que a violência prospera a cada dia e a população vive aterrorizada dentro de casa e nas ruas, os 452 alunos soldados entendem que poderiam estar atuando nos batalhões e ajudando a amenizar e a resolver o sério problema da segurança pública na capital e no interior do Estado.


FONTE: Portal do Zacarias

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados