Segunda, 15 de outubro de 2018
(92) 99183-2565
Cidades

16/07/2018 ás 15h48

119

/

Mais de R$ 2 milhões são comercializados através do Balcão de Agronegócios da ADS
Milhares de produtores saíram da condição de trabalhadores rurais para o status de empreendedores.
Mais de R$ 2 milhões são comercializados através do Balcão de Agronegócios da ADS
Divulgação

O Balcão de Agronegócios (BAN) da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) auxiliou, no primeiro semestre deste ano (janeiro a junho), os produtores locais a comercializarem mais de R$ 2 milhões em produtos agrícolas. No mesmo período do ano passado, foram negociados através do balcão R$ 1,8 milhões em mercadorias, o que resulta em um aumento 10% nas comercializações.


“As negociações acontecem entre mercados, restaurantes e estabelecimentos comerciais parceiros da ADS. No primeiro semestre de 2018, nós já conseguimos movimentar mais de R$ 2 milhões, o que nos dá a certeza de contribuição com a renda de diversas famílias de agricultores”, destaca o presidente da Agência, Túlio Kniphoff.


O programa foi criado em agosto de 2016 pela ADS e tem como objetivo encurtar a negociação entre o produtor rural/extrativista (produtores, individuais, famílias, associações e cooperativas) e os consumidores, sejam eles públicos ou privados, facilitando a venda do produto, para o agricultor rural.


Para o gerente do balcão, Mário Moura, com as readequações anunciadas no final do ano passado pelo presidente da ADS, o programa já vem colhendo frutos significantes em 2018. No início do ano, a ADS comemorou os bons resultados da parceria firmada entre o grupo varejista Big Amigão e o produtor pesqueiro José Everaldo Sarará (FrigoNorte). As negociações tiveram início no dia 5 de janeiro e as peixarias dentro dos estabelecimentos foram inauguradas 18 dias depois.


 “Com as novas mudanças, a demanda dos serviços oferecidos pelo programa tem aumentado significativamente. Com o apoio da nossa equipe, milhares de produtores saíram da condição de trabalhadores rurais para o status de empreendedores”, destaca o gerente.


Parcerias


No mês passado, o Balcão entregou um total de 4,2 mil toneladas de jerimum para o supermercado Hiper DB. O produto foi produzido no sítio Nossa Senhora de Nazaré que fica em uma comunidade no município de Iranduba (a 40 quilômetros de Manaus).


O produtor Orlandino Carneiro, 45, responsável pela produção entregue ao supermercado DB, relatou que produz desde os 13 anos de idade e que além de produzir jerimum, também produz bananas, pepinos, repolhos, melancias e macaxeiras. Está há quatro anos no programa e se diz satisfeito. “O programa do balcão é muito bom agora eu tenho para quem vender e vendo bem, e pretendo continuar fornecendo” declarou.


Além do supermercado DB e o Big Amigão, o Balcão de Agronegócio tem em sua carta de clientes/parceiros os supermercados: Carrefour, Baratão da Carne, Nova Era Atacado, Supermercado Vitória, Assaí Supermercados, Atacadão, Cachaçaria do Dedé, Makro, Oasis água de coco, Qualipopas e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Este ano, conta ainda com 16 fornecedores cadastrados e mais de 13 municípios participantes do programa.


Garantia de qualidade


Antes de oficializar a entrega aos grandes supermercados, os alimentos passam por uma inspeção minuciosa de funcionários da gerência de Regularização de Produtos da ADS. “O objetivo é confirmar que os todos os produtos estão aptos para serem consumidos e que estão dentro do padrão exigido pelo estabelecimento comercial. Nós fazemos uma checagem geral e somente depois é que descarregamos os produtos”, explica o gerente Mário Moura.


Os produtos vendidos são abacaxis, abóboras, abobrinhas, açaí, bananas (variedades), carás, carne bovina, cebolinhas, cheiros verde, cocos, couves, jerimuns, laranjas, limões, maracujás, melancias, pescados, polpas e tangerinas.


Reestruturação


O Balcão de Agronegócios passou por reestruturação administrativa no início de 2018. O programa, agora, possui técnicos exclusivos para intermediar a comercialização entre o pequeno produtor e o potencial comprador (empresas e estabelecimentos comerciais).


De acordo com Túlio Kniphoff, titular da pasta, toda a estrutura de atendimento foi readequada assim como o quadro pessoal. “Inserimos técnicos capacitados e exclusivos para prestar consultoria aos produtores rurais na intermediação de suas produções junto ao mercado”.


O presidente da ADS disse ainda que foram adquiridos novos computadores com internet de qualidade, além de telefones para os técnicos realizarem com comodidade os contatos diretos. “Toda reestruturação técnica passa também por uma readequação da área física e isso conseguimos alinhar no mesmo processo”, finalizou.


FONTE: Redação

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados