Quarta, 26 de setembro de 2018
(92) 99183-2565
Polícia

13/07/2018 ás 14h28

475

/

Sobe para 20 nº de envolvidos em linchamento de suspeito de estuprar e matar jovem no AM
Homem foi arrastado para fora da delegacia, linchado e queimado vivo.
Sobe para 20 nº de envolvidos em linchamento de suspeito de estuprar e matar jovem no AM
Arte: Portal Holofote

A Polícia Civil informou que subiu para 20 o número de pessoas suspeitas de participarem da depredação do prédio da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) e dos atos de violência que resultaram na morte de Gabriel Lima Cardoso - suspeito de matar e estuprar uma adolescente, em Borba, interior do Amazonas. Os crimes ocorreram no domingo (8).


O grupo aparece em vídeos que mostram os atos de vandalismo. As imagens foram registradas quando um grupo de moradores invadiu um quartel da PM, linchou e queimou o corpo de Gabriel Cardoso em uma fogueira.


De acordo com o delegado Mateus Moreira, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), um Inquérito Policial (IP) será concluído e deverá ser encaminhado à Justiça. Após isso, os infratores serão punidos pelos crimes cometidos.


Linchamento


Gabriel Lima Cardoso, de 18 anos, foi retirado por dezenas de pessoas de dentro da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM). Ele havia sido preso por volta das 17h30, pela suspeita de estuprar e matar Patriciane Barros dos Santos, de 14 anos. O corpo dela foi encontrado no dia 4 deste mês. De acordo com a Polícia Civil, a vítima tinha 16 perfurações de faca pelo corpo.


O Comando de Policiamento informou que o suspeito era namorado da vítima, mas a motivação do crime ainda estava sendo investigada pela Polícia Civil.


Ao longo das investigações, realizadas pelos policias civis da 74ª DIP, foi constatado que Gabriel era o autor do delito, conforme Moreira.


"Após o crime, Gabriel permaneceu escondido até o último domingo (08/07), quando se entregou aos policiais, juntamente com um advogado, e confessou (informalmente) a autoria do homicídio. O infrator iria prestar depoimento no dia seguinte, mas foi retirado da carceragem pela população e morto em via pública", relatou o diretor do DPI.


 

FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados