Quinta, 16 de agosto de 2018
(92) 98115-8357
Saúde

07/06/2018 ás 15h52

491

/

Marcação de consultas e exames no SUS tem novo sistema de agendamento no Amazonas
Agora, o paciente que estiver em qualquer unidade do Sistema Único de Saúde (SUS), como uma Unidade Básica de Saúde (UBS), por exemplo, já vai agendar consultas e/ou exames de forma imediata
Marcação de consultas e exames no SUS tem novo sistema de agendamento no Amazonas
Internet

As secretarias de Saúde do Amazonas (Susam) e do Município de Manaus (Semsa) anunciaram nesta quinta-feira (7) a reformulação no sistema de marcação de consultas e exames especializados na rede pública do Estado e da capital. Agora, o paciente que estiver em qualquer unidade do Sistema Único de Saúde (SUS), como uma Unidade Básica de Saúde (UBS), por exemplo, já vai agendar consultas e/ou exames de forma imediata no próprio local por solicitação online com uma equipe especializada, sem precisar se dirigir a policlínias e hospitais.


A informação é do secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato. Segundo ele, após o agendamento online e imediato, o paciente receberá a confirmação e as informações necessárias da consulta ou do exame através de ligação telefônica e mensagem via SMS. A principal novidade, segundo Deodato, é que as unidades não terão mais o próprio sistema de marcação de consulta com distribuição de senhas. Agora, o processo será feito integralmente pelo Sistema de Regulação (Sisreg) e no momento em que o paciente receber o encaminhamento médico.


Antes, conforme o secretário de Estado de Saúde, as unidades disponibilizavam via Sisreg apenas um determinado percentual das vagas. O restante era usado a critério de cada uma, prática que se consolidou em gestões passadas e que acabava por estimular a formação de filas. “O novo sistema visa acabar com aquele problema das pessoas dormirem nas filas para buscarem atendimento. Vamos testá-lo durante 90 dias e os devidos ajustes serão feitos”, disse Deodato.


O novo formato entrou em funcionamento nesta semana, em fase de testes, em unidades da rede estadual como policlínicas, hospitais e prontos-Socorros, Centros de Atenção Integral à Criança (CAIC), Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (CAIMI) e Serviços de Pronto Atendimento (SPA). O sistema vai integrar, também, as unidades municipais. A segunda fase do sistema abrangerá também as fundações de saúde. 


No novo sistema de agendamento, todas as vagas disponíveis na rede pública, composta por unidades estaduais, municipais, federais, clínicas e laboratórios conveniados com o SUS, terão que ser lançadas no Sisreg. Isso, conforme Francisco Deodato, vai facilitar a visualização integral da oferta dos procedimentos, dando maior transparência e total controle ao processo de regulação, promovendo, assim, a equidade entre os usuários. 

FONTE: A Crítica

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados