Quinta, 23 de fevereiro de 201723/2/2017
(92) 98115-8357
Nublado
24º
28º
30º
Manaus - AM
dólar R$ 3,05
euro R$ 3,24
Pneu_Forte_Apa_Moveis
BRASIL
Presas fazem festa de réveillon com maconha e cocaína em presídio do Recife
Portal Holofote Manaus - AM
Postada em 10/01/2017 ás 20h04
Presas fazem festa de réveillon com maconha e cocaína em presídio do Recife

Foto: Reprodução/Vídeo Yotube

Imagens divulgadas nas redes sociais nesta terça-feira mostram uma festa de réveillon com drogas, bebidas e 'selfies' dentro de um presídio feminino no Recife, capital de Pernambuco. No vídeo, detentas da Colônia Penal Feminina do Recife, na zona oeste da cidade, aparecem fumando maconha, cheirando cocaína, bebendo e dançando.

Apesar de proibidos, celulares também aparecem nas filmagens. Pelas imagens, é possível perceber que não há interferência de agentes penitenciários. O episódio teria ocorrido no dia 31 do mês passado.

No início da gravação, várias detentas estão em um dos corredores da unidade prisional, conversando e dançando enquanto escutam uma música do ritmo brega, vinda de um pequeno aparelho de som. O clima é animado. Logo depois a câmera segue para uma das celas, onde várias detentas portam entorpecentes. Na parte de cima dos beliches, chamam de "Bonde do prato" as presas que estão usando drogas. Uma delas aparece bem de frente a câmera cheirando o que aparenta ser cocaína, dentro de um prato.

Outra presa mostra para a câmera cigarros de maconha. "É massa", afirma uma presidiária sobre o entorpecente. A imagem volta para um dos corredores do presídio, onde elas dançam, bebem e conversam, enquanto outras duas detentas tiram fotos em um aparelho de celular branco. O vídeo teria sido gravado no dia 31 de dezembro de 2016, durante a festa de réveillon das presas.

Isolamento

Ao tomar conhecimento do vídeo, o governo do Estado abriu um procedimento administrativo para apurar o ocorrido. Em nota, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou que já identificou as participantes da festa e as encaminhou para o isolamento. Segundo dados do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Pernambuco (Sindasp-PE), aproximadamente 691 reeducandas estão na unidade carcerária, quando a capacidade seria de 200.




FONTE: Uai Notícias
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
1.416