Segunda, 20 de fevereiro de 201720/2/2017
(92) 98115-8357
Chuva
25º
26º
27º
Manaus - AM
dólar R$ 3,09
euro R$ 3,28
Pneu_Forte_Apa_Moveis
ESPORTES
Superliga de Vôlei volta à Arena Amadeu Teixeira com vitória da Nestlé/Osasco
Portal Holofote Manaus - AM
Postada em 08/01/2017 ás 08h43
Superliga de Vôlei volta à Arena Amadeu Teixeira com vitória da Nestlé/Osasco

Foto: Antônio Lima

A Superliga Feminina de Vôlei retornou à Arena Amadeu Teixeira e, mais uma vez, emocionou o público amazonense. Depois da primeira partida no mês de novembro do ano passado em que o Dentil/Praia Clube (MG) venceu o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), desta vez foi a vez do Vôlei Nestlé/Osasco (SP) vencer as conterrâneas por 3 sets a 0, com parciais de 16x25/ 20x25/ 15x25 na primeira partida do ano de ambas as equipes.

Escolhida como melhor jogadora da partida, a ponteira do Volei/Nestlé, Gaby, se surpreendeu com o carinho da torcida e saiu de quadra eufórica com os três pontos conquistados e com o prêmio em mãos. A entrega do Troféu Viva Vôlei foi feita pela medalhista de bronze Laiana Batista.

“Não estávamos muito motivadas para vir a Manaus, e o carinho do público deu algo a mais para gente e estamos bem felizes. Foi um jogo bonito e conseguimos os três pontos. O returno ainda é longo, tem bastante coisa para ser feita. A gente vai procurar fazer o melhor possível para terminar na melhor colocação e fazer uma quarta de final melhor e ter o mando de quadra”, comentou Gaby.

Imponente em quadra com os seus 1,83 metros, a campeã olímpica e levantadora do time de Osasco, Dani Lins, foi fundamental na partida. Passando tranquilidade e coordenando a distribuição da bola, a atleta acabou fechando o ponto do jogo.

“A gente se sentiu em casa jogando aqui. O carinho da torcida é sensacional e se tiver outro jogo vamos vir. Quanto ao jogo, temos que sempre fazer o nosso melhor, e se eles vacilarem melhor pra gente”, declarou a levantadora referindo-se as constantes erros do São Caetano.

Para o titular da Sejel, Fabricio Lima, o evento mostrou mais uma vez a força do esporte e reforçou que Manaus ainda receberá mais dois jogos pela Superliga este ano. “Em novembro, com São Caetano e Dentil Praia Clube, batemos o recorde de público da temporada (4.765) e agora já começamos o ano muito bem, com um número expressivo na Arena, 4.079. As equipes ficaram surpresas, felizes e estão saindo daqui com a melhor imagem da nossa Capital. Agora vamos trabalhar para os próximos jogos, uma vez que vamos receber ainda este ano pela Superliga Feminina o São Caetano x Rexona, dia 3 de fevereiro, e pelo Masculino teremos Taubaté x Juiz de Fora dia 11 de março”, destacou.

Volêi/Nestlé devastador

Tomado pelo público de mais de 4.079 pessoas que incentivaram e apoiaram as equipes, o ginásio Amadeu Teixeira novamente se tornou um caldeirão. No primeiro set, os torcedores vibraram com a vitória do Vôlei Nestlé -  segundo colocado na competição - que não teve dificuldades de aplicar 25 a 16 nas rivais, em pouco mais de 23 minutos de jogo.

No segundo set, as meninas de Osasco tiveram um pouco mais de dificuldade. Além das bolas serem amortecidas pelo bloqueio do São Caetano, o contra-ataque foi o forte do time mandante que chegou a ficar com um ponto atrás do placar. Depois do pedido de tempo do treinador Luizomar de Moura, o vôlei Nestlé voltou mais atento e contou com os constantes erros do rival, fechando o set em 25 a 20, em 29 minutos.

Com a força do rival em quadro, o São Caetano voltou mais incisivo e disposto a arriscar. Nos primeiros minutos de jogo, o time mandante deixou a partida empatada em 8 a 8, mas viu as estrelas da Seleção Brasileira Camila Brait, Dani Lins e a ponteira Malessevic, medalhista de prata nas Olimpíadas Rio 2016 com a Servia, brilharem em quadra e fecharem o jogo em Manaus em 25 a 15.

Para o técnico do São Caetano, Haírton Cabral, a condição física das jogadoras foi decisiva para o resultado do jogo de hoje. Mesmo assim, ele acredita que a equipe possa evoluir nas próximas partidas e sair da décima colocação.

“Jogar com o Nestlé, que vem ganhando inclusive do Rexona, a gente sabe que é bem difícil, mas para a gente contou muito a condição física. No primeiro turno a gente deu uma folga maior, quase de 15 dias,
então este fato é reflexo do resultado de hoje. Nosso próximo jogo será contra o Minas em casa e esperamos um melhor resultado”, disse o técnico. 


FONTE: D24am
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
imprimir
1.368